quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Umberto Eco




Certas coisas a gente sente vir, não se apaixona porque se apaixona, a gente se apaixona porque se tem então uma necessidade de apaixonar-se.

Nos períodos em que se sente vontade de apaixonar, deve-se ter o cuidado de saber onde por os pés: como ter bebido um filtro, daqueles que fazem enamorar do primeiro que se encontra. Podia ter sido um ornitorrico.

O Pêndulo de Foucault

Um comentário:

Obrigada pela visita e comentar.
Thanks a lot for stopping by, hope to see you again.