sexta-feira, 26 de junho de 2009

Amor



O amor é que elege quem vamos amar. Quando estamos na nossa, tocando a vida, absortos em nossa própria existência, ele chega surpreedente e sorrateiro. É preciso saber reconhecer os vestígios: o amor pode aparecer de forma sutil, às vezes. E, normalmente, ele vem em suaves prestações mensais. Principalmente para aqueles que não passam a vida procurando por um amor à vista.

Autor desconhecido

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita e comentar.
Thanks a lot for stopping by, hope to see you again.